segunda-feira, 2 de março de 2015

Mora Pesca

Boas pessoal!
Foi no passado fim de semana que teve lugar em Mora no Alentejo a maior feira de pesca desportiva do País.
Muitas marcas estiveram presentes incluindo a Cinnetic.

Partilho aqui algumas fotos do material exposto no stand da Silpro fishing e sem citar nomes com receio de me esquecer de alguém aproveito para agradecer a todos aqueles que me vieram cumprimentar, pois foi um prazer conhecer todos vocês pessoalmente...


Da esquerda para a direita, Paulo Prudencio, Pedro Nunes (eu) Sílvio Pinto e Marco






Canas de Surfcasting




Canas de Spinning


Eu à conversa com Bruno Faustino










Linhas Sky line





O Matos chateou-me tanto a cabeça que tive de tirar uma foto com ele e o Prior... hahahahaha


Ainda houve tempo para fazer uma ceia bem regada com o Sílvio e o Paulo Prudencio numa casa tipicamente alentejana.
Abraço e força aí pessoal.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

"Robal de Carnaval"


“Spinning”
Boas amigos!
Uma vez que estivemos na época do Carnaval resolvi mudar um pouco o visual numa destas minhas idas ao mar a ver se os enganava…

Foi uma investida bastante curta porque as condições não eram as que eu mais gosto e logo a fé era pouca…
Não se via viva alma naquele sitio a não ser eu, cedo me apercebi que apesar do mar não ser muito as amostras não trabalhavam como eu gosto, ainda assim consegui enganar este robaleco que andava perdido por ali e deu para matar o chibo…

Mesmo com um disfarce não os consegui enganar e apesar de ser um pexeco pequeno fica aqui o relato como forma de brincadeira de Carnaval :)
Abraço e força aí pessoal.


Material utilizado
Cana:  Cinnetic Crafty Sea bass 2,70m
Carreto:  Cinnetic Cautiva 4500
Linhas: multi 0,18 com chicote 0,40 Skyline da Cinnetic
Artificiais: Jerkbaits


quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Aproveitando mais uma oportunidade...

“Spinning”
Boas amigos e companheiros do vício J

Uns dias atrás havia umas condições porreiras para atacar num determinado pesqueiro, arrumei a tralha e lá fui eu.
Cheguei ainda de dia e fui espreitar do cimo da falésia como estava o spot, ver se havia descoberto algumas pedras traiçoeiras onde por vezes perdemos umas amostras, e são sempre as que mais gostamos que ficam lá…
Depois de verificar que havia algumas pedras a descoberto recentemente a complicar-me a vida tirei-lhes o azimute e fui tentar a minha sorte. Preparei um café quente e escolhi algumas amostras para levar comigo na bolsa, vesti-me a rigor e lá fui… A caminho encontrei um “velhote” da terra que estava sentado numa pedra com a cana na mão a pescar ao Robalo, também ele vestido a rigor e com um balde de engodo ao lado e uma teca de sardinhas queixava-se que a ruama (peixe miúdo) não o deixava pescar, tivemos dois dedos de conversa e continuei o meu caminho.



Escolho a amostra em que ia apostar e começo por fazer alguns lançamentos, volta e meia sentia a amostra a tocar nas pedras, até que num desses lançamentos ficou presa “tá a porca ruim” com algumas manobras de diferentes direcções lá consegui que se soltasse.. Parei a pesca por vinte minutos para que a maré metesse mais água no pesqueiro e voltei mas com uma amostra diferente, não me lembro bem se foi ao 3º lançamento salvo erro que sinto peixe, ferrei o bicho e passado pouco tempo estava ao meu lado. Peixe no ceirão e mais alguns lançamentos sem sentir mais nada, troco para outra amostra e piiimba!!! Peixe mais pequeno, este nem o deixei olhar para o lado e reboqueio até mim “anda cá que eu na faço mal” ceirão com ele.
Depois de insistir mais um pouco encerrei esta jornada com dois peixes, o que não é mau…
Quando voltei já o “velhote” se tinha ido embora, fiquei sem saber se lhe calhou algum…



Por vezes quando dou os meus passeios no cimo das falésias a espreitar o mar e os pesqueiros vou fotografando algumas coisas por brincadeira, neste dia encontrei estes dois simpáticos bichos, uma lagarta cheia de espinhos e uma aranha ambas de tamanho XL…




Este estava à espera do autocarro :) 

Divirtam-se e não deixem lixo nos pesqueiros, se possível ainda tragam algum que tenha sido lá deixado pelos anormais…
Abraço e força aí pessoal…


Material utilizado

Cana:  Cinnetic Crafty Sea bass 2,70m
Carreto:  Cinnetic Cautiva 4500
Linhas: multi 0,18 com chicote 0,40 Skyline da Cinnetic
Artificiais: Jerkbaits



sábado, 7 de fevereiro de 2015

Mais um solitário

“Spinning”
Boas pessoal!
Um dia destes fui desafiado por um amigo que ainda é novato nestas andanças do spinning a ir fazer uns lançamentos. Eu nesse dia estava um pouco cansado e não tinha muita vontade de ir fazer Kms para pescar um par de horas, mas lá me convenceu e arrumei o material para lhe fazer companhia. Chegamos ao local escolhido montamos material e começamos a lançar e a bater a zona, o vento era de lado e prejudicava um pouco nos lançamentos mas mesmo assim insistimos no spot.

Depois de varrer a área toda e quando já voltava tive um ataque à minha amostra, um peixe brincalhão mas que rapidamente saiu da água. Um Robalo já bom mas foi o único peixe que saiu nesta noite, voltamos aos cardumes de um…
Divirtam-se e não deixem lixo nos pesqueiros, se possível ainda tragam algum que tenha sido lá deixado pelos anormais…
Abraço e força aí pessoal…




Material utilizado
Cana:  Cinnetic Crafty Sea bass 2,70m
Carreto:  Cinnetic Cautiva 4500
Linhas: multi 0,18 com chicote 0,40 Skyline da Cinnetic
Artificiais: Jerkbaits




quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Cinnetic a bombar


“Spinning”
Boas amigos!
Um dia em que as previsões apontavam para uma descida de mar, combinei com o Gavião Sílvio e fomos fazer uma jornada de spinning aos Robalos. Eu cheguei antes do Gavião ao spot e comecei a apalpar a área, passado pouco tempo tiro o 1º peixe, a coisa até nem começava mal e pouco depois o Sílvio chegou e sem perder tempo começou a varejar a sua Crafty Sea Bass, também ele tirou o seu 1º peixe e pouco tempo depois tira mais um e quando passava por mim para ir guardar o peixe era a minha vez de ferrar o meu 2º peixe… Tínhamos dois peixes cada um e estávamos satisfeitos pois isto nos dias que correm não se pode pedir muito.
Continuamos a pesca e o Sílvio tira mais dois a queimar a medida que foram devolvidos e a partir dai sucederam-se uma serie de ataques falhados. Com o passar do tempo deixamos de sentir peixe e demos por terminada esta sessão….
 Procuramos um sítio sossegado para pernoitar, comemos uma bucha e fomos descansar.




No dia seguinte aproveitamos para secar o material e descansar. A previsão apontava para uma subida de mar e tínhamos de procurar outro spot para uma 2º sessão.
Antes da pesca aproveitamos para aquecer alguma coisa para comer e fizemos um café quentinho que soube mesmo bem. Fizeram-se horas de atacar e lá fomos nós.


Uma vinhaça para acompanhar o jantar não falta...


Um caldo verde quente e uns panados para aconchegar o estômago 


Eu fui o primeiro a ser surpreendido com um ataque de uma bonita baila que por momentos me fez acelerar o batimento cardíaco, a magana vinha ferrada de lado e enganou-me bem pois pensava que tinha lá um valente Robalo, quem já ferrou peixe de lado sabe do que estou a falar…
Passados alguns minutos tenho um ataque falhado e logo a seguir foi a vez do Sílvio ferrar também ele uma bonita baila.
A seguir sentimos mais alguns peixes que não ferraram e a mim ainda me calhou uma escama XXL…
Algum tempo depois demos por terminada esta sessão.
Não capturamos grandes exemplares mas foram umas sessões de spinning em que sentimos bastante actividade.
Amigos e leitores, um abraço e bons lances.


Material utilizado
Canas:  Cinnetic Crafty Sea bass 2,70m
Carretos:  Cinnetic Cautiva 4500 & Crafty Black ss 4000
Linhas: multi 0,18 com chicote 0,40 Skyline da Cinnetic
Artificiais: jerkbaits

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Noite para brincar

“Spinning”
Boas caros amigos e leitores.
Esta jornada passou-se numa noite como tantas outras em que fui sozinho fazer uns lançamentos, enquanto lançava e recuperava na esperança de ser surpreendido por um ataque de um Robalo à amostra, vinham muitas recordações à minha memória de pescarias anteriores que se passaram naquele local…

Não tardou muito até ter um ataque e peixe ferrado, brinquei um pouco com ele e pouco tempo depois estava em seco, fui guarda-lo em local seguro e voltei para continuar onde tinha ferrado o peixe, aos poucos vou-me deslocando para a minha esquerda e passados alguns lançamentos tenho outro peixe na ponta da linha, também se rendeu facilmente e rapidamente lhe joguei a mão. Aproveito para tirar umas fotos com os dois peixes e voltei para a zona de rebentação, mais umas dezenas de lançamentos mas não estava lá mais nenhum e dei por terminada esta 1ª fase.


Rumei à minha mini caravana improvisada onde aproveitei para aquecer uma comida para acalmar a barriga que estava “muita bruta” e deitei-me um pouco para descansar o esqueleto, passadas algumas horas bateram as 3h da manhã e era hora de atacar de novo. Com o frio que estava pensei duas vezes se ia ou ficava dentro do saco cama, mas o subconsciente e a teimosia falam mais alto e quando dei por mim estava a vestir o fato outra vez e lá vou eu falésia abaixo de novo. Desta vez foi em vão, apesar do esforço não tive qualquer toque e regressei mais leve com menos dois vinis que perdi nas pedras.
Aproveitem ao máximo para pescarem quando puderam porque  brevemente “vão-nos cortar outra perna”
Abraço e força aí pessoal.




Material utilizado
Cana:  Cinnetic Crafty Sea bass 2,70m
Carreto:  Cinnetic Cautiva 4500
Linhas: multi 0,18 com chicote 0,40 Skyline da Cinnetic
Artificiais: Black Minnow 


terça-feira, 13 de janeiro de 2015

À terceira é de vez

“Surfcasting”
Boas amigos!
Já era o 3º dia que saía de casa para ir à pesca, nos dias antes havia quantidades monstruosas de lixo por toda a costa que era impossível pescar, foram dias difíceis a fazer kms e voltar para casa ao final do dia sem peixe e com o isco todo na geleira. Então decidi ir mais longe a uma praia onde já não pescava há muito tempo, cedo me apercebi que o lixo continuava na costa mas já era em menos quantidade. Tinha isco para gastar e por ali fui ficando ao longo do dia, as capturas de peixe sem medida sucediam-se umas atrás das outras até que parei a pesca e fui dormir uma soneca. 


Alguns pescadores que por ali estavam foram abandonando o areal ao longo da tarde, mas eu estava esperançoso com o anoitecer e aguentei-me por lá, o mar já tinha caído um pouco e o lixo quase não incomodava, quando se fez escuro preparei as canas com umas boas iscas e meti-as dentro de água. Não demorou muito a ver uma cana a bater, era um bom Robalo que apareceu para matar o chibo que andava às minhas costas, nova iscada novo lançamento e vou ver a outra cana que tinha a linha literalmente caída aos meus pés, gosto tanto quando isto acontece :) recupero e lá estava o irmão com o anzol bem embuchado. Já estava contente com a pesca que tinha e passado 1h sem sinal de peixe levo uma porrada na cana da direita e a linha afrouxa, era mais um lindo Robalo que lá estava para compor a coisa. Saíram ainda duas bailas pequenas que foram devolvidas e passado 1h mais ou menos dei encerrada a pesca.


Neste dia até houve direito a mesa de apoio...


À terceira foi de vez, é muito gratificante quando damos com uns peixes depois de dias seguidos a “patinar” por aí…
No final da pesca quando ia tirar umas fotos a máquina estava sem bateria “não faz mal tenho ali outra suplente” pensei eu, pois ando sempre com uma bateria suplente para quando isto acontece, mas desta vez correu mal e a bateria suplente tinha ficado em casa no carregador, com a pressa de ir para a pesca nem me lembrei dela….
Não gosto muito das fotos tiradas em casa mas desta vez teve de ser :(
No entanto confesso que dava gosto olhar para o frigorífico :)
Abraço e força aí pessoal.


Material utilizado
Cana:  Cinnetic Cyclone Black 4,25
Carreto:  Cinnetic Cayman Black Evolution 7000
Linhas:  Skyline da Cinnetic